Você se lembra do que acontecia no mundo em 1994? Há 20 anos, O Rei Leão, um dos maiores sucessos da Disney estreava no cinema. A banda Green Day lançava o álbum Dookie, um dos mais importantes do mundo da música e A Lista de Schindler, de Steven Spielberg, ganhava o Oscar de Melhor Filme. Galvão Bueno gritava o icônico “É TEEETRAAA”, diante da conquista do quarto título do Brasil em Copa do Mundo de Futebol. Estes são apenas alguns fatos do que acontecia em um ano que, na verdade, mudou bastante a televisão.ray ban sonnenbrillen

Em 1994, mais especificamente no mês de setembro, as séries FriendsER estreavam na TV. Junto delas também estavam Chicago Hope, Touched by an Angel e Party of Five. A TV brasileira, por sua vez, era invadida com a ação d’Os Cavaleiros do Zodíaco, que estreava no canal Manchete, o sucesso da novela A Viagem (que teve grandes episódios durante o mês) na TV Globo e as exibições de Power Rangers, pelo já extinto Fox Kids (hoje, chamado de Disney XD). Isso sem contar na série exibida pela TV Cultura, Castelo-Rá-Tim-Bum.ray ban junior

Nós, da Pixel TV, estávamos aprendendo a andar com as próprias pernas nessa época que, quem diria, iria nos trazer algumas das maiores felicidades televisivas de nossas vidas. Séries como Friends fizeram com que nos identificássemos com os estereótipo criado pelos roteiristas e produtores da comédia, que durou 10 anos. Além disso, que garota nunca sonhou com George Clooney nos tempos de ER? Há também aqueles, que sonhavam em ser o Ranger rosa ou vermelho (entoando as frases da música de Sandy & Junior) e lutar contra os bonecos de massa ou, então, soltar uma poderoso Meteoro de Pégasus (ao som da música de abertura d’Os Cavaleiros do Zodíaco). Ahh 1994, você realmente marcou nossas vidas. E, marcou tanto, que a Revista Pixel TV mostra pra você como algumas dessas séries foram as responsáveis por deixar essa marca na história da TV com seu legado.Best Price ray ban sunglasses

Party of Five – O Quinteto

Estreia: 12 de setembro de 1994

Último episódio: 03 de maio de 2000ray ban style sunglasses

Não só mais uma série sobre família, e sim, um verdadeiro drama familiar, assim era Party of Five, ou O Quinteto como ficou conhecida no Brasil.

Party of Five trazia a história de cinco irmãos que perdem os pais em um acidente de carro e têm que se unir e assumir responsabilidades muito antes do imaginado. Charlie, o filho mais velho, com apenas 24 anos de idade, por exemplo, acaba por se tornar o chefe da família Salinger, tomando a frente no restaurante (negócio da família) e tentando educar os irmãos: o rebelde Bailey (Scott Wolf), de 16 anos, a complicada e sensível Julie, de 15 anos, a esperta Claudia (Lacey Chabert), de 11 anos e o pequeno Owen.Switzerland nike air max

A série era densa e profunda, nada superficial. Temas polêmicos e fortes não faltavam, tais como, alcoolismo, tentativa de estupro e câncer. Mas o grande foco era a família, o crescer e o superar.

A série não começou lá muito bem. Até parecia que o enredo sobre os cinco irmãos órfãos não chegaria a ter mais um setembro. No entanto, apesar da baixa audiência de seu inicio, Party of Five se consolidou e se tornou uma aclamada série, arrematando inclusive um Globo de Ouro de Melhor Drama no ano de 1996.

Ao todo, Party of Five teve 143 episódios, ficando no ar por seis temporadas. A série gerou até o spin-off Time of Your Live, protagonizado pela personagem Sarah, ex noiva de Bailey, que era interpretada pela atriz Jennifer Love Hewitt. Sim, Jennifer de Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado e Ghost Whisperer.

Aliás, nomes bem conhecidos, surgiram dessa série. Neve Campbell de Pânico, por exemplo, era a adolescente Julie no seriado; e Matthew Fox, o Jack de Lost, em 1994 era Charlie de Party of Five.

ER – Plantão Médico

Estreia: 19 de setembro de 1994

Último episódio: 02 de abril de 2009

Grey’s Anatomy que nada! A rainha das séries médicas é sem dúvida alguma ER – mais conhecida no Brasil como Plantão Médico -, que foi o mais longo drama médico norte-americano de todos os tempos, com 15 temporadas, 331 episódios, muitos protagonistas e inúmeros convidados para lá de especiais.nike air jordan retro shoes

Entre 19 de setembro de 1994 e 02 de abril de 2009, pela NBC, a série mostrou o dia a dia de médicos e enfermeiras que precisavam enfrentar os desafios e os dramas do atendimento de emergência. A série se passava no County General Hospital, um fictício hospital na cidade de Chicago, Illinois.

Entre as várias emoções vividas durante a rotina de trabalho, que – obviamente – envolviam vários dramas pessoais, muitos casais amados do público apareceram, assim como os primeiros shippers (em uma época pré-redes sociais): “Roomies” (Neela & Ray), “Lubby” (Luka & Abby), “Samka” (Sam & Luka), “Carby” (Carter & Abby), para citar alguns exemplos.

Entre seus plantonistas mais famosos, não tem como esquecer do então-não-tão-conhecido George Clooney, que interpretou o Dr. Doug Ross entre a 1ª e a 5ª temporada – além de voltar em outras duas participações especiais. Sim, sim! ER foi responsável por lançar um dos maiores galãs de Hollywood. Vale lembrar que, durante o segundo ano da série, o astro ainda participou de dois episódios de Friends, também como um médico – em uma clara menção a sua própria série!ray ban junior sunglasses

Além dele, outra big cruch de todas as mulheres foi John Stamos, que antes de dar vida ao médico Tony Gates (nas últimas três temporadas), já era conhecido como o Tio Jess, de Full House. Entre os convidados especiais, apareceram Lucy Liu (Elementary), Jared Padalecki (Supernatural), Alexis Bledel (Gilmore Girls) e Susan Sarandon (As Bruxas de Eastwick).

ER foi indicada 123 vezes ao Emmy Awards, sendo o seriado com maior número de indicações da história do prêmio – das quais venceu 22 delas (ganhou, pelo menos, uma estatueta de 1995 até 2005, exceto 2004). A série fez tantos fãs ao longo do caminho e se tornou um marco tão grande que seu último episódio bateu o recorde de maior audiência de série dramática que não havia sido rompido desde 1996.

Chicago Hope

Estreia: 18 de setembro de 1994

Último episódio: 04 de maio de 2009

Com certeza, setembro de 1994 foi um mês excelente para as séries médicas. Afinal, outro grande sucesso – ainda que de menor duração – também estreou um dia antes de ER (que já na segunda semana se tornaria seu concorrente direto): Chicago Hope (alguém explica a obsessão com essa cidade?).

A série começa contando a história do Dr. Jeffrey Geiger (Mandy Patinkin), um famoso e talentoso cirurgião cheio de dramas pessoais, principalmente por conta dos problemas psiquiátricos da sua esposa Laurie (Kim Greist), que havia matado afogado o filho do casal. Assim como o atual sucesso Grey’s Anatomy, a série mostrava a competitividade do mundo de cirurgiões, com personagens disputando a posição de chefe no hospital particular.

Conforme as seis temporadas aconteciam (141 episódios), o foco dos dramas foram mudando e alguns personagens foram sendo substituídos, uma vez que, por decisões pessoais, alguns atores resolveram sair – como o caso de Patinkin, que ainda voltou para a temporada final.

Vale dizer que apesar de suas semelhanças com ER, a série conseguiu trazer muitas novidades para o formato, principalmente ao dar um tratamento comum a situações que poderiam tomar proporções de polêmica. Assim, ela inovou ao ser o primeiro programa da TV aberta norte-americana com alguém falando a palavra “shit” ou mostrando os seios de uma adolescente (sem publicidade, a cena foi exibida em um contexto apropriado e gerou poucas reações negativas).

Outro recurso utilizado pela série – que depois voltaria aparecer entre Buffy e Angel, e Grey’s Anatomy e Private Practice, por exemplo – é o crossover, em que um personagem da série aparece em outras. Neste caso, médicos do hospital apareceram Picket Fences e Early Editions.

Embora tenha tido menos repercussão que sua similar, Chicago Hope também foi um sucesso de crítica. Durante seus seis anos, concorreu a mais de 90 prêmios, ganhando sete Emmys e um Globo de Ouro.

Touched by an Angel

Estreia: 21 de setembro de 1994

Último episódio: 27 de abril de 2003

Naquele mês de setembro, daquele ano de 1994, uma série foi além do contar histórias, criar personagens ou inventar mundos. Touched by an Angel nos fez sentir. E, de uma forma muito simples, pela fé. Não necessariamente em uma religião, mas em Deus e na vida.

Conhecida no Brasil como O Toque de um Anjo, a série contava a história da aprendiz de anjo Monica (Roma Downey) que tinha como missão ajudar os humanos a superarem situações complicadas da vida e, a recuperarem a fé.

A anjinha Monica se infiltrava na vida das pessoas para aconselhá-las e ajuda-las. A cada episódio, uma nova missão. Sua mentora era a experiente e humorada anja Tess (Della Reese). E, Andrew (John Dye), o anjo da morte, era o responsável por acompanhar alguém na hora da partida.

Touched by an Angel teve nove temporadas, totalizando 212 episódios, de mensagens acalentadoras e motivadoras que se tornaram atemporais, afinal, esperança é sempre bem-vinda.

Friends

Estreia: 22 de setembro de 1994

Último episódio: 06 de maio de 2004

20 anos se passaram, mas parece que foi ontem. Lá se foram duas décadas desde a estreia de uma das séries mais icônicas do mundo! Impossível falar de Friends de forma imparcial. Mesmo tendo assistido toda a série com atraso em relação a sua exibição original, a série nos marcou como marcou toda uma geração (Não à toa ainda é transmitida diariamente em diversos horários).

Com uma história simples – seis amigos que, no auge dos seus 20 anos, precisam se virar para crescer e arcar com as consequências de suas decisões -, a série inovou ao tirar o foco das relações familiares e mostrar a convivência de jovens que contam apenas uns com os outros para passarem por momentos difíceis e se divertirem – ou seja, jovens que construíram uma nova família, ainda que de um jeito diferente.

O texto bem construído, que usava desde situações de humor pastelão até sarcasmo refinado para dar certo, criou um universo referencial, o qual os fãs ainda usam para citar suas próprias vidas. [“Welcome to the real life. It sucks. You’re gonna love”, disse Mônica para Rachel no episódio piloto, resumindo o sentimento de toda uma juventude].

Foram 10 temporadas e 236 episódios acompanhando as histórias de Mônica (Courtney Cox), Rachel (Jennifer Aniston) Phoebe (Lisa Kudrow), Chandler (Matthew Perry), Ross (David Schwimmer) e Joey (Matt LeBranc). São histórias que em algum momento, embora não saiba dizer qual, passaram a ser de cada um que assistia também.

E, mesmo que você esteja cansado de saber [e de ser lembrado pelas poucas pessoas que não gostam da série] que muitas situações não são possíveis – como pagar aluguel em uma das áreas centrais de NY sendo garçonete ou fazendo bico de ator -, a sensação final é que você podia aprender algo com aquilo, nem que fosse a encarar as situações com mais humor.

Quem nunca pensou em chegar em alguém usando o famoso bordão “How you doing”? Ou discutiu, como se fosse uma relação real, se o Ross ou a Rachel estariam ou não dando um tempo? Ou se pegou cantando “Smelly Cat”?

Na hora da premiação, os atores mostravam que não eram amigos só na ficção. Desde o começo eles decidiram que deveriam concorrer na categoria de coadjuvantes, já que ninguém seria a estrela principal de uma obra feita em conjunto. Ainda assim, o seriado abocanhou cinco Prêmios Emmy, um Globo de Ouro, dois SAG Awards e 56 outros prêmios, com um total de 152 nomeações.

O mesmo acontecia na hora de negociar os salários – que, nas últimas temporadas chegavam ao valor astronômico de US$ 1 milhão (ridiculamente alto para a época) – ou todo mundo ganhava o mesmo ou teria que ver o que seria feito. Para se ter uma ideia, esse foi o valor que os três protagonistas de The Big Bang Theory conseguiram negociar esse ano, ou seja, mais de 10 anos depois dos seis amigos conseguirem essa façanha.

E, o legado de Friends parece continuar por todo o sempre. A relação entre a série e seus fãs é tão grande e duradoura que, em comemoração às duas décadas desde sua estreia, uma réplica do Central Perk (onde os seis amigos passavam grandes parte do tempo) foi aberta em Nova York e realmente funciona como um café.

Também para a nossa alegria, a Warner nos presenteou nesta segunda-feira, 22 de setembro, com um vídeo especial com 236 segundos (em referência ao número de episódios) com alguns dos melhores momentos da série – se é que é possível encolher só alguns.

Se divirta assistindo e aproveite para relembrar (e nos contar!) quais os melhores momentos que você passou ao lado de Friends.

[youtube width=”600″ height=”400″ video_id=”DHVGOD8VPyU”]

Sim, setembro de 1994 foi um mês mágico! Quanta coisa boa produzida e que legado nos deixou aquele mês. Ahhh, que novos setembros se façam assim como aquele, que sejam tão marcantes e atemporais.

Esse texto foi produzido por Amanda Pioli Ribeiro, Maísa França e Mirele Ribeiro.